O implante dentario e o enxerto osseo

No artigo de hoje vamos dar início a uma série de artigos onde nos dedicaremos a dar a conhecer aos nossos leitores, algumas informações relacionadas com um dos problemas mais comuns em pacientes que necessitam de realizar um implante dentário: a estrutura óssea. Se o leitor já nos acompanha à algum tempo ou se conhece os procedimentos mais comuns na realização de um implante dentário, certamente já sabe que a estrutura óssea é uma componente fundamental neste tipo de tratamento, pois é ela que vai suportar o implante. Caso ainda não esteja por dentro deste assunto, e na eventualidade de não saber da importância da estrutura óssea para a realização de um implante dentário, aconselhamos a que reveja um pouco da matéria que já trouxemos aqui ao blog, nomeadamente onde falamos sobre a cirurgia de implante dentário. Aconselhamos a que leia esse artigo atentamente, pois dessa forma ficará a perceber a importância de uma boa estrutura óssea para que o tratamento possa ser realizado pelo método mais comum.


enxerto ósseo


Nos casos em que um paciente não tem uma estrutura óssea adequada, então a cirurgia não pode ser realizada pelo método mais comum, e inicialmente terá que se tentar realizar um enxerto ósseo. E é precisamente esta temática que vamos abordar nas próximas linhas. O que é um enxerto ósseo? Em que casos deve este procedimento ser utilizado? Quais os tipos de enxertos ósseos que existem? Existe alguma alternativa a esta cirurgia? A resposta a estas e a outras perguntas é a informação que poderá encontrar nas próximas linhas. Fique connosco.

  • O que é um enxerto ósseo?
    É uma técnica utilizada nesta na área da odontologia e que tem por objectivo reconstruir a estrutura óssea da zona onde é será realizado o implante dentário. É uma cirurgia que antecede a da realização do implante, na qual o implantodontista retira material ósseo de determinadas regiões do corpo humano do paciente, nomeadamente da mandíbula, e o coloca na zona onde será realizado o implante para o tornar mais alto e largo e com condições para receber o implante. Em alguns casos em que não é possível retirar material ósseo da mandíbula, tem então que se recorrer a outras zonas do corpo do paciente, como o osso da bacia por exemplo. Nestes casos, a cirurgia tem que ser realizada em um hospital.
  • Em que casos é necessário realizar um enxerto ósseo?
    Normalmente, este procedimento é utilizado em pacientes que sofreram de uma atrofia da estrutura óssea da região onde o perderam o dente. Nestes casos, e porque a estrutura óssea não tem as dimensões suficientes que garantem a realização de um implante seguro, é então necessário realizar o procedimento mencionado na pergunta anterior. Por norma, a atrofia da estrutura óssea acontece em casos de pacientes que já perderam um dente à muito tempo e com o passar dos anos a estrutura vai-se atrofiando e ficando mais fina e pequena, tornado desaconselhável a utilização da mesma para a realização do implante devido à sua fragilidade.
  • Quais os tipos de enxertos ósseos que existem?
    Existem vários tipos de enxertos ósseos, nomeadamente os enxertos ósseos autogénos, os enxertos ósseos homogénios e ainda os enxertos ósseos alógenos. Caso pretenda saber mais acerca das características de cada um, siga a ligação que deixamos anteriormente e leia o artigo que fizemos sobre esta temática.
  • Existe alguma alternativa aos enxertos ósseos?
    Muitos pacientes ficam receosos perante este tipo de solução e até há bem pouco tempo ela era a única disponível. No entanto, e como a implantodontia está em constantes avanços, actualmente já existem os implantes dentários curtos como alternativa aos enxertos ósseos. Siga a ligação anterior se quer ficar a conhecer este último avanço desta área da odontologia.


Antes de terminar, convidámos o leitor a visualizar o vídeo seguinte bastante exemplificativo sobre a realização deste tipo de tratamento:

     


E por hoje é só. Esperamos que este artigo possa ter sido esclarecedor quanto a esta temática. Caso tenha alguma dúvida relacionada com implantes dentários, enxertos ósseos, ou mesmo sobre implantodontia e odontologia em geral, não hesite e entre em contacto connosco através do formulário de comentários que se encontra no final deste artigo. Prometemos, ser breves e esclarecedores na medida dos possíveis a responder às suas questões.

Até à próxima!





Nenhum comentário: